• SOPA

universo, MANIFESTO!

Atualizado: 4 de Fev de 2019


Para Stephen Hawking, retroceder o processo de evolução do universo nos levaria a um único átomo. A condensação de toda massa. De tudo o que viria a construir galáxias, constelações, estrelas, planetas… Vida.


E esse ponto subatômico que concentra toda a energia do universo é conhecido como… Singularidade. O início de tudo. E então…


Com o Big Bang, o universo expandiu. As galáxias se movem eternamente. E a cada ciclo, a Terra dá mais uma volta em torno do sol. Para diferentes culturas, o ponto de concentração de tudo isso se encontra em um só número:

9

São 9 planetas conhecidos circundando uma mesma estrela. Segundo a astronomia Hindu, existem 27 constelações em nosso sistema solar.

2+7: 9

E cada uma delas tem 4 direções diferentes, cobrindo todo o universo.

27x4: 108 - 1 + 0 + 8: 9

9 é a soma dos algarismos que compõem um círculo perfeito. O círculo da vida.

360 : 3 + 6 + 0: 9

Andrômeda se aproxima da Via Láctea em uma velocidade de 117 quilômetros por segundo.

117 km/h. 1 + 1 + 7 = 9

O universo acelera 9% mais rápido a cada ciclo.

9 é princípio e o fim. É o infinito. É a quinta dimensão na visão de Tesla.

É o número de ciclos do nosso universo.


Partimos de uma concentração de conhecimento e criatividade à expansão. Desenvolvimento, mudanças constantes. Infinito.


Vivemos na velocidade. De partículas, das informações que trafegam o mundo. Não é por acaso, estamos alinhados ao universo. Somos parte dessa aceleração.


Alcançamos outras galáxias e evoluímos, nos alinhamos aos nossos comuns, àqueles que fazem do mundo um universo de aprendizagem e criação.


O tempo, a força, a energia, o espaço, o Big Bang, a vida. Qual o sentido disso tudo?

Depende do nosso sentido, das nossas próprias constelações.


Nós miramos nas estrelas sabendo exatamente o que queremos encontrar nelas.


Há 9 anos, somos o Big Bang da nossa própria evolução, em expansão eterna.


E cada novo ciclo traz novos universos se unindo ao nosso.

Nos fazem maiores, melhores e parte de um multiverso perfeito, diverso.

Singular.